">

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

NO DIVÃ DE DEUS


Luz que me invade
Em um lugar tranquilo
Sou despida sem palavras
Na Tua presença.

Como um intérprete
Traduzes o meu ser
Na dor escondida
Que foi encontrada.

No desabafo
Encontro em Ti
O bálsamo de Gileade
Onde há cura.

Voltarei ao Teu Divã...
... Nele há remédio.

Amanda

Dedico aos que precisam de Deus no momento de amargura

2 comentários:

  1. Boa noite Amanda!
    Lindos versos!!
    beijos na alma

    ResponderExcluir
  2. ...guria linda!

    Precisamos Dele, sempre!

    Namastê!

    ResponderExcluir